sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Bolo de Iogurte

Uma receita de sempre, que julgo ser presença de todas as cozinhas do nosso país. É ideal para as crianças e para se ter preparada para o pequeno-almoço ou lanche. Fica fofinho como uma nuvem.

A inspiração veio do Gastronomias.


Ingredientes:
- 6 ovos;
- 1 iogurte de aroma a gosto (usei de Tutti Frutti);
- 3 medidas de açúcar (uso como medida o copo do iogurte);
- 3 medidas de farinha com fermento;
- 1/2 medida de óleo;
- 2 colheres de café de fermento.

Preparação:
- Pré-aqueça o forno a 180º;
- Separe as gemas das claras;
- Bata as gemas com 2 medidas do açúcar até obter uma gemada fofa e esbranquiçada;
- Junte o óleo, a farinha e o fermento e bata muito bem até tudo estar ligado;
- Bata as claras em castelo com uma pitada de sal;
- Quando estiverem firmes, adicione a medida de açúcar em falta e bata até ficar um merengue firme;
- Envolva o merengue na massa;
- Unte uma forma de chaminé com manteiga e polvilhe com farinha;
- Coloque a massa na forma e leve ao forno durante 45 a 50 minutos;
- Faça o teste do palito para confirmar a cozedura do bolo, não deixe que este seque demasiado.


Notas/Dicas: Desenforme o bolo apenas quanto estiver morno ou quase frio. Eu desenformei o meu logo que o retirei do forno e notei que "caiu" um pouco para os lados, devido a estar fofo. Convém deixar que o bolo "assente".



Bom Apetite!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Semi-Frio de Chocolate e Baunilha


Este Semi-Frio nasceu de uma ideia de "copiar" outra receita. Há algum tempo, foi-me dada a conhecer - e a provar! - a famosa Tarte de 3 Chocolates Outonal, muito famosa no mundo de quem possui uma Bimby.
No entanto, achei-a um pouco enjoativa e com demasiadas natas e leite, o que acaba por retirar a essência da sobremesa, que são os três tipos de chocolate.
Por outro lado, o aspecto em camadas tão perfeito daquele doce fascinou-me e rapidamente tive de procurar soluções para conseguir algo parecido. E foi assim que nasceu este Semi-Frio de Chocolate e Baunilha.
A preparação é rápida e não requer grandes cuidados, e o sabor que se obtém é estupendo!


Ingredientes:
- 1 pacote e meio de bolacha Maria;
- Manteiga derretida q.b.;
- Leite q.b.;
- 2 pacotes de leite;
- 2 saquetas de pudim de chocolate (usei Boca Doce - passe a publicidade);
- 2 saquetas de pudim de baunilha;
- 8 colheres de açúcar;
- 2 pacotes de Cuajada;
- Chocolate em pó para decorar;
- Chocolate de culinária para decorar.


Preparação:
- Num robot de cozinha, reduza a pó a bolacha Maria;
- Numa taça, junte a bolacha com manteiga derretida a gosto, até formar uma massa espessa e compacta;
- Se necessário, para a massa não ficar com sabor excessivo a manteiga, corrija a consistência com leite;
- Transfira a mistura para uma forma de aro amovível, calcando bem no fundo;
- Leve ao congelador;
- Numa chávena, dissolva o conteúdo de uma saqueta de cuajada num pouco do leite retirado de um dos pacotes;
- Prepare o pudim de chocolate segundo as intruções da embalagem (notar que eu utilizei duas saquetas de uma vez, logo o resultado obtido será em dobro);
- Quando o pudim começar a ferver, adicione a cuajada dissolvida e deixe ferver mais uns segundos;
- Coloque na forma e leve ao frigorífico enquanto confecciona a camada seguinte;
- Para a camada seguinte, siga os mesmos passos do pudim de chocolate - dissolver a cuajada, preparar o pudim segundo as instruções, etc.;
- Retire a forma do frigorífico e, com um garfo, faça uns riscos na camada de chocolate com um garfo, para que a camada de baunilha adira bem;
- Com o auxílio de uma concha de sopa, verta o pudim de baunilha com cuidado e paciência sobre a camada de chocolate;
- Leve ao frigorífico até solidificar e ser hora de servir;
- Para decorar, peneire chocolate em pó com a ajuda de um passador de rede e raspe chocolate de culinária.

Notas/Dicas: Como tinha alguma pressa em que a camada de chocolate solidificasse, coloquei a forma no congelador enquanto preparava a camada de baunilha. De facto, a Cuajada faz milagres e, em cerca de 15 minutos, a camada de chocolate solidificou.
É uma receita que salta sempre à vista em festas e jantares de família. As camadas ficam quase perfeitas e com um aspecto visual único! 
 

Bom Apetite!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Morangos com Natas Doces

Esta não é bem uma receita, mas mais uma sugestão de lanche, sobremesa ou pequeno devaneio nocturno de insónias.
A época dos morangos chegou e a minha vida está um bocadinho mais alegre! Adoro o seu cheiro, a sua textura e o próprio sabor! E a cor, ai a cor!
Confesso que utilizar natas em sobremesas sempre foi um pequeno tabu para mim. Além de não apreciar o seu sabor, sempre tive alguma dificuldade em conseguir montá-las convenientemente e sempre as achei um pouco gordurosas demais.
Felizmente, há já artigos alternativos no mercado. Encontrei um creme vegetal para bater da Vaqueiro (passe a publicidade) que, além de se tornar menos calórico, é facilmente montável, obtendo-se assim resultados muito bons.
Este foi, sobretudo, um pretexto para utilizar os bicos de pasteleiro do meu dispara-biscoitos - outra óptima aplicação deste produto.


Ingredientes:
- 500g de morangos;
- 250ml de creme vegetal para bater;
- 60g de açúcar em pó;
- Chocolate em pó q.b.

Preparação:
- Numa taça, coloque o creme vegetal e bata durante 1 minuto e meio;
- Junte o açúcar em pó, enquanto bate, até obter a consistência de chantilly;
- Leve ao frigorífico durante 2h;
- Antes de servir, lave e corte os pés aos morangos;
- Corte os morangos em cubos pequenos;
- Em tacinhas individuais, coloque uma camada de chantilly, depois uma de morangos e, por fim, outra de chantilly;
- Decore com chocolate em pó a gosto.


Bom Apetite!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Bolo de Chocolate Guloso

Este bolo fica absolutamente irresistível. É uma verdadeira tentação para um lanche, acompanhado de um chá ou de um copo de leite.
A receita é a mesma do Bolo de Chocolate da Tia Mulata postado há algum tempo, no entanto as quantidades usadas foram reduzidas para metade e também não coloquei a cobertura.
Fica fofo e bastante húmido por dentro, super apetitoso!


Ingredientes:
- 4 ovos médios (costumo utilizar os classe L, de qualquer marca);
- 1 chávena almoçadeira de açúcar (eu utilizo canecas normais);
- 1 chávena almoçadeira de farinha;
- 1/2 chávena almoçadeira de óleo;
- 1 pacote de chocolate em pó;
- 1/2 chávena almoçadeira de água a ferver;
- 1 colher de sopa de fermento em pó.

Preparação:
- Pré-aqueça o forno a 250º;
- Numa taça grande, bata os ovos com o açúcar até ficar uma massa esponjosa;
- Junte o chocolate, o óleo, a farinha, o fermento e por fim a água a ferver (entre a adição de cada ingrediente, bater bem até incorporar);
- Unte e polvilhe uma forma grande (eu uso um tabuleiro) e leve ao forno bem quente que deve mudar para temperatura média (150º) ao colocar o bolo no forno;
- Deixe cozer durante aproximadamente 50 minutos ou até espetar o palito e este sair quase seco e desenforme morno.



Bom Apetite! 

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Panquecas

Este é, sem qualquer tipo de dúvida, o lanche preferido por cá. Sempre que pergunto ao Namorado o que vamos lanchar, a resposta é sempre a mesma: panquecas!
Esta é uma receita que, de tão fácil, é fantástica de se fazer! É um "tudo em um" que resulta sempre bem, com rapidez e eficiência!
Barradas com Nutella, estas panquecas fofas, douradas e nada massudas são uma verdadeira tentação!



Ingredientes:
- 2 chávenas de chá de farinha;
- 1/2 chávena de chá de leite;
- 1 chávena de chá de açúcar;
- 5 colheres de sopa de manteiga derretida;
- 5 ovos.

Preparação:
- Numa tigela, coloque todos os ingredientes pela ordem indicada;
- Com as varas de bater, bata tudo durante 2 minutos, até obter uma massa fofa e homogénea;
- Aqueça uma frigideira ou crepeira anti-aderente;
- Coloque colheradas de massa e deixe dourar de ambos os lados.


Notas/Dicas: Nós nunca fazemos a receita toda, porque rende muitas panquecas. Esta massa aguenta-se bem durante alguns dias dentro do frigorífico, guardada numa caixa fechada hermeticamente.
Em alternativa, poderá ainda fazer as panquecas utilizando a Mistura Caseira para Panquecas Instantâneas, seguindo as indicações da receita.

Bom Apetite!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Como Esterilizar Frascos de Vidro e Conservar Produtos

Quando decidi fazer os meus cabazes de Natal, procurei manter a qualidade dos produtos que ia confeccionar. Para isso, procurei comprar frascos de vidro e encontrei-os a bom preço na loja do Porto do Depósito da Marinha Grande (passe a publicidade).
Antes de colocar o que quer que fosse dentro deles, resolvi esterilizá-los, para garantir uma total conservação do seu conteúdo.

1- Comece por colocar, dentro de um tacho largo e fundo, os frascos que pretende esterilizar, em conjunto com as tampas. Se as tampas forem de plástico, o ideal é esterilizá-las depois, à parte. Estas, como eram de metal, foram a esterilizar ao mesmo tempo que os frascos.



2- Assim que a água começar a ferver, conte 15 minutos.


3- Depois desse tempo, retire os frascos com cuidado, com uma espátula, para cima de um pano perfeitamente limpo, seco e, de preferência, passado a ferro.

 



Para além disso, aquando das minhas pesquisas sobre conservação de compotas, encontrei diversos pontos de vista. Em alguns sites surgia a indicação de colocar a compota ainda a ferver dentro dos frascos e virá-los de imediato de cabeça para baixo, para que ganhassem vácuo; noutros, o conselho era o de levar os frascos a pasteurizar depois de cheios, numa panela com água a ferver, durante alguns minutos. Não fui de modas: experimentei os dois!

1 - Método de conservação por pasteurização
1.1 - Depois de encher os frascos com a compota quente, coloque-os num tacho largo e fundo com água quente (para não haver choque térmico e diminuir o risco de os frascos estalarem) e leve-os ao fogão até que a água ferva.
1.2 - Logo que a água ferva, conte 15 minutos e apague o lume;
1.3 - Deixe os frascos dentro do tacho até que a água e os frascos arrefeçam completamente.


2 - Método de conservação por inversão e criação de vácuo
   2.1 - Logo que a compota esteja pronta, encha os frascos e coloque-lhes a tampa;
   2.2 - Vire imediatamente os frascos para baixo, para que criem vácuo;
   2.3 - Vire os frascos apenas depois de arrefecerem completamente.



Espero que gostem!!!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Mousse de Chocolate Caseira - Dia dos Namorados

Não ligo muito a estas datas, mas aqui fica uma sugestão para este Dia dos Namorados. Vergonha minha, esta foi a primeira vez, depois de ter feito um pouco de tudo, que experimentei esta receita tão simples e tão habitual em todas as mesas.
O afrodisíaco do chocolate, com o vermelho apaixonante dos morangos e o toque suave das natas. Uma sobremesa especial para surpreender a cara-metade.
As fotos, são o resultado de um fim de tarde animado, entregue a mim própria no estúdio.
A inspiração para a receita veio de um dos fascículos "O Melhor da Cozinha Portuguesa", da TV 7Dias, que colecciono.



Ingredientes:
- 200g de Chocolate de Culinária;
- 170g de Açúcar;
- 150g de Manteiga;
- 6 ovos;
- 1 pitada de Sal.

Preparação:
- Coloque o chocolate a derreter em banho-maria junto com a manteiga até obter um creme liso e brilhante e deixe arrefecer;
- Separe as gemas das claras;
- Bata as gemas com o açúcar até obter uma gemada esbranquiçada;
- Bata as claras em castelo bem firmes com a pitada de sal;
- Junte o chocolate à gemada e bata até ficar homogéneo;
- Envolva, com cuidado e delicadamente, as claras na mistura de chocolate;
- Coloque numa taça grande ou em tacinhas individuais e leve ao frigorífico até solidificar.

Notas/Dicas: Para obter uma decoração mais requintada, pode bater-se natas (eu uso creme vegetal) em chantilly e adicionar morangos.
Para que a mousse fique mais apurada e solidificada, aconselho a fazê-la no dia anterior a ser servida.



Bom Apetite!

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Semana do Natal - Doce de Abóbora Menina

Gostar de fotografia é meio caminho andado para abrir um blog de culinária. Embora, na maioria das vezes, as fotografias aqui apresentadas sejam tiradas "em cima do joelho", sobretudo quando são comidas quentes que não podem esperar muito tempo pela fotografia perfeita, a verdade é que, de vez em quando, dá vontade de fazer produções um pouco mais cuidadas para obter melhores resultados e dar mais destaque às receitas. É o caso do post de hoje.

Este foi, talvez, o elemento-chave dos meus cabazes de Natal, daí ter sido o escolhido para encerrar esta semana temática.
Foi a partir da ideia de oferecer doce de abóbora que eu idealizei a oferta de todos os outros produtos, bem como a decoração que ia utilizar.
A receita foi baseada numa compilação de dicas de vários sítios, mas sobretudo da Cozinha da Colher-de-Pau e do Sabor Intenso.
A abóbora que, felizmente, me ofereceram, rendeu 3.800kg depois de cortada, no entando deixo aqui quantidades para 1kg de abóbora.




Ingredientes:
- 1kg de Abóbora Menina limpa e cortada em cubos;
- 1kg de açúcar (eu corto sempre e acabei por usar apenas 800g);
- 1 pau de canela;
- 1 colher de café de canela em pó.

Preparação:
- Num tacho, colocar a abóbora, o açúcar, o pau de canela e a canela em pó;
- Levar ao fogão em lume brando durante 1 hora;
- Passado esse tempo, retirar o pau de canela e triturar tudo a gosto (eu optei por deixar cremoso, sem pedaços);
- Levar novamente ao fogão e deixar cozinhar mais 15 minutos, em lume médio;
- Retirar um pouco de doce para um prato limpo, deixar arrefecer 1 minuto e passar com uma colher, se fizer uma estrada que não feche imediatamente está no ponto;
- Colocar em frascos de vidro esterilizados.

Notas/Dicas: Como era a primeira vez que experimentava fazer compota, segui as receitas à risca e respeitei todos os tempos. Numa próxima vez, irei deixar o doce cozinhar mais alguns minutos, para ficar mais espesso e um pouco menos aguado.
No entanto, as pessoas a quem ofereci gostaram e teceram elogios (eu, pecadora me confesso, não gosto deste doce!).
A decoração foi a mesma utilizada nos frascos dos restantes produtos dos cabazes e também levou uma etiqueta com sugestão de utilização.




Bom Apetite!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Semana do Natal - Sal Aromatizado

Este sal aromatizado é bastante versátil. Tanto pode ser utilizado em pratos de carne ou de peixe, principalmente grelhados.
As quantidades utilizadas foram totalmente a "olhómetro", pelo que aconselho a que façam ao vosso gosto.



Ingredientes:
- Sal grosso q.b.;
- Pimenta preta em grão q.b.;
- Cominhos q.b.;
- Orégãos q.b..


Preparação:
- Numa picadora, ou liquidificador, colocar todos os ingredientes;
- Triturar durante alguns segundos, para homogeneizar;
- Colocar em frascos de vidro e fechar hermeticamente.

 


Espero que gostem!!!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Semana do Natal - Mistura Caseira para Panquecas Instantâneas

A ideia de poder ter um preparado já semi-pronto para panquecas seduziu-me assim que tomei conhecimento dele. Encontrei-me com ele no Fórum Bimby, no entanto a ideia original é da Nigella Lawson .
A quantidade que fiz rendeu-me 3 frascos grandes, daqueles do género do feijão cozido.



Ingredientes:
- 600g de farinha T55 com fermento;
- 3 colheres de sopa de fermento em pó;
- 2 colheres de chá de bicarbonato de sódio;
- 1 colher de chá de sal;
- 40g de açúcar baunilhado ou refinado.



Preparação:
- Misture todos os ingredientes numa taça;
- Coloque nos frascos e feche hermeticamente.



Preparação das panquecas:
- Para 150g de preparado, adicionar 1 ovo, 250ml de leite, 1 colher de sopa de manteiga derretida;
- Aquecer uma frigideira ou crepeira anti-aderente e colocar colheradas de massa;
- Deixar dourar de ambos os lados.



Notas/Dicas: A decoração utilizada foi a de sempre. A estes frascos, adicionei ainda uma pequena etiqueta com uma foto de umas panquecas que já tinha feito, barradas com Nutella.




Espero que gostem!!!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Semana do Natal - Molho Picante de Azeite Aromatizado

Este molho picante foi inspirado na ideia da Neuza, do Sabor Intenso, que costuma preparar este molho para utilizar nas suas receitas.
Como não pretendia que os meus cabazes de Natal fossem constituídos apenas por produtos doces, resolvi preparar para oferecer.




Ingredientes:- 750ml de azeite (250ml por cada frasco que se utilizar);
- 9 malaguetas vermelhas (3 por cada frasco que se utilizar);
- 9 folhas de louro (3 por cada frasco que se utilizar);
- 9 alhos bem picados (3 por cada frasco que se utilizar).
Preparação:- Cortar cada malagueta no sentido vertical;
- Picar os alhos em cubinhos pequenos;
- Em frascos de vidro, colocar 3 malaguetas, 3 folhas de louro e 3 alhos bem picados;
- Encher de azeite;
- Agitar de 2 em 2 dias.

Notas/Dicas: Convém preparar este molho com pelo menos um mês de antecedência. Para a decoração, utilizei a que tenho vindo a mostrar nos últimos posts. Tal como indica a sugestão de utilização, este molho deve ter um uso moderado.

 


Espero que gostem!!!


quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Semana do Natal - Açúcar Aromatizado com Pau de Canela

Na Internet, é bastante fácil encontrar ideias para organizar cabazes e pequenas ofertas de Natal. Uma das mais utilizadas é o açúcar aromatizado com vagem de baunilha. No entanto, infelizmente aqui em Portugal as vagens de baunilha são absurdamente caras e já não fui a tempo de adquirir através de sites internacionais, pelo que tive de procurar alternativas.
Em boa hora o fiz! O açúcar aromatizado com pau de canela é absolutamente delicioso e transforma por completo um simples café ou um chá.



Ingredientes:
- 500g de açúcar;
- Paus de canela q.b. consoante os frascos a utilizar.


Preparação:
- Num frasco de vidro, colocar açúcar suficiente até quase encher;
- Espetar, no meio um pau de canela, agitar e fechar o frasco;
- De 2 em 2 dias, agitar o frasco durante alguns segundos, para que o aroma se espalhe uniformemente.


Notas/Dicas: Aconselho a que preparem o açúcar aromatizado com, pelo menos, um mês de antecedência. Assim, o aroma será uniforme e mais consistente.
Para a decoração, utilizei a rede decorativa de que já falei em posts anteriores e coloquei uma etiqueta na parte de trás a dar uma sugestão de utilização.




Espero que gostem!!!


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Semana do Natal - Biscoitos de Côco e de Farinha Custard

Hoje mostro-vos um dos elementos dos meus cabazes de Natal - os biscoitos.
Fiz vários saquinhos para oferecer, quer nas caixas, quer nos sacos, acompanhados de compota.
Fiz biscoitos de dois sabores, utilizando a mesma receita base - de côco e de Farinha Custard. A receita-base é a mesma utilizada nos Biscoitos de Chocolate e Custard, que postei há uns dias.



     


Ingredientes:
- 100g de açúcar;
- 120g de manteiga;
- 1 ovo;
- 250g de farinha T55 com fermento;
- 1 colher de chá de fermento;
- 100g de côco ou 80g de Farinha Custard.

Preparação:
- Pré-aqueça o forno a 200º;
- Numa tigela, com as varas de bater, bata a manteiga à temperatura ambiente, o açúcar e o ovo;
- Mude para as varas de amassar e adicione o côco ou a Farinha Custard;
- Adicione a farinha e o fermento e amasse até estar tudo ligado;
- Coloque o disco pretendido no dispara-biscoitos;
- Com as mãos, pegue numa porção de massa e amasse bem até obter uma massa homogénea e que se descole com facilidade das mãos;
- Coloque no dispara-biscoitos e repita o processo até encher o tubo;
- Dispare para um tabuleiro forrado com um tapete de silicone;
- Leve ao forno durante 15 minutos ou até os biscoitos estarem dourados.



Notas/Dicas: Para a decoração, utilizei sacos para sandes, aos quais cortei a parte do fecho; coloquei os biscoitos, fechei com ráfia vermelha e dourada e colei, na parte da frente, a etiqueta que se pode ver no início do post e, na parte de trás, uma etiqueta com uma sugestão de degustação dos biscoitos.



Espero que gostem!!!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Semana do Natal - Cabazes


Esta semana decidi dedicar os meus posts a um projecto que me deu muito prazer concretizar - os meus Cabazes de Natal.
Desta forma, pude presentear pessoas próximas de mim com presentes personalizados, caseiros e feitos com toda a dedicação e carinho. E, sobretudo, sem gastar muito dinheiro.
Começo esta série pela decoração dos cabazes. Com pouco dinheiro, constatei ser possível fazer coisas bonitas e cheias de glamour. Deixo-vos algumas dicas.

1- Para cabazes mais recheados, comece por arranjar caixas alusivas à época. Eu comprei estas numa loja de artigos para a casa por 1.75€.

 




2- Para cabazes mais simples, para pessoas mais afastadas às quais usualmente apenas oferecemos uma pequena lembrança, arranje sacos de papel e faça ou compre cartões de Natal. Eu encontrei, na mesma loja onde adquiri as caixas, estes cartões por 0.85€ o conjunto de 16, por isso não me compensava fazer e imprimir em casa. Para além disso, fiz estas etiquetas de felicitação para colar nos sacos. Para prender o cartão, comprei um conjunto de molas douradas com formato de estrela, por 1.50€ o conjunto de 12.




3- Faça compota. É algo de que praticamente toda a gente gosta e sai barato. Eu tive a sorte de me oferecerem as abóboras e apenas gastei dinheiro no açúcar e na canela. Comprei umas redes decorativas para mesas de Natal por 1.90€/10m que, depois de cortadas, serviram para forrar as tampas dos frascos. Ráfia vermelha e dourada a 1.40€ o rolo de 25m, etiquetas impressas em casa e temos frascos de doce personalidados. Os frascos de vidro, encontrei a 0.50€ na loja do Porto do Depósito da Marinha Grande (passe a publicidade).


4- Papel crepe a 0.49€ o rolo de 5m para forrar as caixas e torná-las mais apelativas. Disponha os frascos com os produtos na caixa da forma que mais apreciar.

 


5- Com a mesma rede decorativa da decoração dos frascos, faça um grande laço na tampa da caixa e utilize as etiquetas de felicitação e os cartões de Boas Festas, bem como as molas, para complementar a decoração.

Depois de tudo pronto, obtemos cabazes de Natal bonitos, personalizados, apetecíveis e cheios de carinho, além de baratos!


Espero que gostem!!!

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Bolo de Aniversário

O nome completo desta receita é: Bolo aromatizado com tangerina, embebido em sumo de ananás, recheado com natas e ananás e coberto com chantilly, pêssego e frutos vermelhos. No entanto, se eu o pusesse no título do post, só vos ia distrair.

Este bolo foi feito a pedido. Foi-me encomendado um bolo de aniversário para 20 pessoas ou algumas mais, que não levasse chocolate nem creme de ovos, e com uma especial referência às frutas. Resolvi, então, jogar com as natas e as frutas, dando especial atenção à diversidade de sabores.

Assim, inspirei-me no Bolo de Morangos - Especial Dia da Mãe, do Sabor Intenso, no entanto decidi variar nas frutas utilizadas.
Tive alguns problemas com a decoração, devido à calda dos frutos vermelhos ter escorrido um pouco sobre o resto do bolo, mas a "cliente" gostou do efeito e teceu elogios. Valeu a pena!

Ingredientes (os que aqui são apresentados são os originais do Sabor Intenso, para o bolo que fiz calculei 2.5x estas quantidades, para obter um bolo de aproximadamente 2.800kg):
- 200g de açúcar;
- 150g de farinha;
- 5 ovos;
- 1 laranja;
- 1 colher de chá de fermento;
- Margarina para untar;
- Farinha para polvilhar;
- 5dl de natas para bater;
- 100g de açúcar em pó;
- 1 lata de pêssego em calda;
- 1 lata de ananás em calda;
- 1 embalagem de frutos silvestres congelados.

Preparação:
- Comece por colocar a embalagem de frutos silvestres a descongelar;
- Pré-aqueça o forno a 180º;
- Unte um tabuleiro com margarina e polvilhe com farinha;
- Faça raspa e sumo da laranja;
- Separe as gemas das claras;
- Bata as gemas com o açúcar até obter uma gemada forte e esbranquiçada;
- Junte a raspa de laranja e misture;
- Junte o sumo de laranja, a farinha e o fermento e bata tudo;
- Bata as claras em castelo e envolva delicadamente na massa;
- Leve a cozer ao forno entre 15 a 20 minutos;
- Depois de cozido, desenforme o bolo e deixe arrefecer;
- Quando estiver morno, corte-o ao meio e deixe arrefecer totalmente;
- Corte as rodelas de ananás em pedaços e reserve a calda;
- Corte os pêssegos em fatias finas;
- Bata as natas durante 1 minuto e junte o açúcar em pó, batendo até obter a consistência de chantilly;
- Regue as duas partes do bolo com a calda do ananás reservada;
- Barre a base do bolo com chantilly e disponha os pedaços de ananás;
- Cubra com a outra metade do bolo;
- Barre uniformemente todo o bolo com o restante chantilly;
- Decore com os frutos vermelhos já descongelados e com as fatias de pêssego.

Notas/Dicas: Em vez de laranja, utilizei 3 tangerinas.
Em vez de natas, utilizei o creme vegetal para bater da Vaqueiro (passe a publicidade);
Para a encomenda, como já referi, tive de alterar as quantidades do bolo, e obtive um bolo de 2 andares.

Bom Apetite!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Biscoitos de Chocolate e Biscoitos Custard - Dispara Biscoitos


Os biscoitos são, julgo que para toda a gente, pequenos petiscos que se trincam quando há um momento de pequena fome. Acompanhados de um chá, ou de um copo de leite, tornam um lanche banal num momento bem especial.
Depois de comprarmos um frasco para ter sempre biscoitos feitos, foi altura de o encher. As receitas escolhidas foram as mais apreciadas por cá - chocolate e Custard.
A receita utilizada é comum aos dois ingredientes principais.
Para a confeccção dos biscoitos, utilizei o meu recente adquirido dispara-biscoitos, que facilita muito a preparação dos biscoitos. Basta fazer a massa, colocar na máquina e disparar para um tapete de silicone.
Este utentílio encontra-se facilmente à venda nas lojas de ménage Babou (passe a publicidade) por cerca de 12.99€.




Ingredientes (as quantidades indicadas servem apenas para uma receita, devendo ser repetidas para o chocolate e para o custard):
- 100g de açúcar;
- 120g de manteiga;
- 1 ovo;
- 250g de farinha T55 com fermento;
- 1 colher de fermento;
- 100g de chocolate ou 80g de Farinha Custard.


Preparação:
- Pré-aqueça o forno a 200º;
- Numa tigela, com as varas de bater, bata a manteiga à temperatura ambiente, o açúcar e o ovo;
- Mude para as varas de amassar e adicione o chocolate ou a Farinha Custard;
- Adicione a farinha e o fermento e amasse até estar tudo ligado;
- Coloque o disco pretendido no dispara-biscoitos;
- Com as mãos, pegue numa porção de massa e amasse bem até obter uma massa homogénea e que se descole com facilidade nas mãos;
- Coloque no dispara-biscoitos e repita o processo até encher o tubo;
- Dispare para um tabuleiro forrado com um tapete de silicone;
- Leve ao forno durante 15 minutos ou até os biscoitos ficarem dourados.



Notas/Dicas: A utilização do tapete de silicone é, para mim, fundamental para a confecção dos biscoitos com o dispara-biscoitos. Vi-me obrigada a comprar um quando tentei disparar para uma folha de papel vegetal siliconizada e constatei que os biscoitos nem sequer se desprendiam da máquina.
No caso dos biscoitos de chocolate, aconselho a que se deixe espaço entre cada biscoito, na hora de disparar, uma vez que eles, quando no forno, expandem para os lados.




Bom Apetite!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Queques Marmoreados

Estes queques são óptimos para um pequeno-almoço ou lanche. Acompanhados com um chá ou um chocolate quente, tornam-se numa deliciosa tentação.
São ainda muito adequados para mandar na lancheira das crianças, para o recreio da escola.
A inspiração veio do blog
Cinco Quartos de Laranja, sendo que fiz uma pequena alteração à receita. De um bolo mármore, saíram estes fantásticos queques.

Ingredientes:
- 200g de açúcar;
- 200g de farinha T55 com fermento;
- 4 ovos;
- 150g de manteiga;
- 125g de chocolate em pó.
- 100ml de leite morno (a receita original não utiliza);
- 1 colher de chá de fermento em pó.


Preparação:
- Pré-aqueça o forno a 180º;
- Amoleça ligeiramente a manteiga no micro-ondas, durante poucos segundos;
- Bata muito bem a manteiga com o açúcar, até obter um creme esbranquiçado;
- Junte, um a um, os ovos, batendo bem entre cada adição;
- Adicione a farinha misturada com o fermento e bata de novo;
- Junte o leite e misture;
- Divida a massa em duas partes e, numa delas, junte o fermento, misturando bem;
- Num tabuleiro de ir ao forno, disponha 18 forminhas para queques (utilizei 12 formas de alumínio e uma forma para seis queques de silicone) e, em cada uma delas, coloque uma forminha de papel plissado;
- Deite, alternadamente, colheradas de sopa de cada massa;
- Leve ao forno, aumentando a temperatura para os 200º, durante 20 minutos.
- Desenformar os queques ainda quentes.

Notas/Dicas: Depois de ter juntando a farinha e de ter batido, pareceu-me que a massa estava demasiado consistente. Por isso, aqueci durante uns segundos no micro-ondas 100ml de leite e juntei à massa. Valeu bastante a pena. Ficam uns queques fofinhos e absolutamente deliciosos, comem-se com amendoins!





Bom Apetite!